Válvula Solenoide Ação Servo-Pilotada

Devido a orifícios maiores, pressões estáticas crescentes e com a necessidade de que o campo magnéticas produzido pela bobina seja capaz de controlar estas forças, desenvolveu a válvula solenóide de ação servo-pilotada capaz de alcançar e equilibrar estas forças. Neste projeto, a pressão do fluído ajuda a manter a vedação principal da válvula fechada. A (NF – 2 vias) tem as conexões de entrada e saída incorporada ao corpo da válvula. Quando a bobina está em repouso, o fluxo é bloqueado atravéz da vedação principal que poderá ser um diafragma ou pistão. Desta forma, o fluído flui através de um pequeno orifício no diafragma ou pistão que ajuda no fechamento da válvula. Quando a bobina é energizada o orifício do piloto principal abre, permitindo que o fluído que esta acima da vedação principal escoe, igualando as pressões das câmaras, ocorrendo a abertura da vedação principal da válvula. (A abertura do diafragma ou pistão ocorre entre o mínimo e máximo da pressão diferencial).

Válvula Solenoide Ação Servo-Pilotada